terça-feira, 12 de setembro de 2017

Coletivo LGBT e Trabalhadores em Educação discutem sobre a Diversidade

Aconteceu no dia 31 de agosto, a partir das 18 horas, na União Operária, o 1° Encontro Educação sem LGBTfobia, promovido pelo Coletivo LGBT do Sind-UTE Governador Valadares. 

O encontro reuniu professores, estudantes, outros educadores do município e sociedade civil, para uma discussão sobre LGBTfobia e intolerância nas escolas. Nos tempos de intolerância que estão em voga no país, que se refletem nas escolas, discutir os temas relacionados à diversidade, e realizar o combate à discriminação, aberta ou velada, dentro das instituições escolares, é uma das principais preocupações dos professores e estudantes que participaram da mesa de debate.

O Coletivo LGBT do Sind-UTE/MG é um espaço de discussão e combate da LGBTfobia no ambiente escolar. Tem por principal objetivo assegurar ações que garantam medidas de inclusão e permanência de estudantes LGBT’s nas escolas.

A Sociedade está diante de grupos vinculados à ideologia da chamada “Escola sem Partido” com interesse de amordaçar manifestações culturais, de pensamento e conhecimento, dentro do espaço escolar. E estas mordaças estão em torno de discussões como essas. Debates que são necessários no combate à violência nas escolas, e consequentemente, no convívio social.

O encontro foi também um momento de escutar a voz daqueles que a história se encarregou de excluir. As vozes muitas vezes embargadas de emoção, de entusiasmo e esperança foi a marca desse momento em que professores e alunos puderam relatar suas experiências dentro do ambiente escolar. Puderam exprimir de maneira aberta e transparente questões como preconceito, insultos e violência sofrida pelas estudantes lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e transgêneros dentro dos muros escolares.

Com esse debate, o Coletivo espera ajudar a construir nas escolas um ambiente proativo e pautado no respeito às diferenças. Portanto, temas como orientação sexual e identidade de gênero devem fazer parte das rotinas e práticas pedagógicas. 







Foto: Samuel Perpétuo / Jornalistas Livres

Foto: Samuel Perpétuo / Jornalistas Livres

Foto: Samuel Perpétuo / Jornalistas Livres

Foto: Samuel Perpétuo / Jornalistas Livres







Nenhum comentário:

Postar um comentário